expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

Subscreve a Newsletter Semanal

terça-feira, 13 de junho de 2017

#Livros - Harry Potter e a Criança Amaldiçoada



Sinopse
Em 2016 chega-nos em português o novo livro de Harry Potter, o célebre personagem de J. K. Rowling. Harry Potter e a Criança Amaldiçoada (Harry Potter and the Cursed Child) traz de volta as personagens mais carismáticas da série: Harry, Ron e Hermione, agora adultos, mas também os respectivos filhos e com estes desafios novos... e antigos:
- O que aconteceu depois de Hogwarts?
- E com o fim de Voldemort, estará o mal erradicado de vez?

Baseado numa história original de J. K. Rowling, John Tiffany e Jack Thorne, Harry Potter e a Criança Amaldiçoada - a nova peça de teatro de Jack Thorne -, cuja estreia mundial decorreu no West End, em Londres, no passado dia 30 de Julho, é a primeira história oficial de Harry Potter a ser apresentada em versão teatral. 

Foi sempre difícil ser Harry Potter e não é mais fácil agora que ele se tornou num muito atarefado funcionário do Ministério da Magia, casado e pai de três crianças em idade escolar. 
Enquanto Harry luta com um passado que se recusa a ficar para trás, o seu filho mais novo, Albus, tem de se debater com o peso de um legado familiar que nunca desejou. Quando o passado e o presente se cruzam, pai e filho confrontam-se com uma desconfortável verdade: por vezes as trevas vêm de lugares inesperados.

A oitava história. Dezanove anos depois.

Opinião
O livro de hoje não é propriamente uma novidade total. Afinal, já aqui falei de Harry Potter and the Cursed Child, livro que nos veio devolver o fascínio e o mistério de voltar a ter uma nova história desta saga que deixou uma saudade imensa e incomparável.

Mas como prometido é devido, aqui estou para falar um pouco sobre a história, agora traduzida para o nosso português. Uma tradução que está bem longe de ser perfeita, o que já esperava dada a rapidez com que foi realizada. Mais ainda pelo facto de não contar com nenhuma das pessoas que o fez ao longo dos sete livros anteriores. Pode parecer apenas um pormenor, mas não estamos a falar de uma história comum, mas de todo um universo criado, com especificidades singulares e que, na minha opinião, deveria ter contado com alguém habituado a tudo isto.

A minha paixão por Harry Potter é lendária, o que podes comprovar nesta TAG se ainda te restarem dúvidas. É inacreditável e impossível de transmitir por palavras a emoção de segurar um novo livro. No entanto, quando me propus a ler a versão traduzida imaginei que seria uma leitura calma, pausada, sem ânsias pois já conhecia o seu desfecho. Quanta ilusão da minha parte...

Assim que comecei a ler Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, senti-me novamente mergulhada no universo mágico. Presa entre os campos de Hogwarts e os gabinetes do Ministério da Magia. E posso dizer que só parei de ler na última página, já o dia tinha nascido. Com todas as falhas que esta história possa ter, só por recuperar esta sensação de alheamento consciente já valeu a pena.

Passando à história propriamente dita, este será o momento em que deves parar caso ainda não tenhas lido o livro, pois existirão alguns spoilers. Não pretendo contar o enredo nem irei revelar nada que estrague a leitura, mas ainda assim se não queres saber mais nada é melhor voltares quando tiveres o teu livro, ok?

Volto a afirmar que não me sinto familiarizada nem delirante com o estilo dramático. Estamos todos habituados a uma narrativa extensa, repleta de pormenores e informações interessantes e que ajudam a compor a história, o que não será encontrado neste novo Harry Potter. Os diálogos são, na maioria, muito pobres e desprovidos de conteúdo.

Por exemplo, o que fizeram com o Ron é uma coisa um tanto ou quanto irritante. Está certo que ele nunca foi o supra-sumo da inteligência, as suas piadas tornaram-se lendárias, bem como o seu talento para a inconveniência. Mas daí a retratá-lo como alguém sem capacidade para a acção, que SÓ diz piadas durante todo o livro, talvez seja demais.

O filho do Harry, Albus Potter, é um miúdo intragável. Espero que no final tenha, de facto, aprendido a lição e se torne alguém mais interessante, porque o que nos é apresentado não permite criar muita empatia. Já o Scorpius, filho do Draco Malfoy, é do melhor que já vi. Inteligente, com sentido de humor e com verdadeiro sentido de lealdade. A amizade destes dois é tão forte que nos derrete.

Aliás, o próprio Draco ganha um lado mais emocional, até porque esta deverá ser a primeira vez que nos deparamos com o seu ponto de vista, actual e do passado. O momento em que revela que sentia inveja da amizade do nosso trio é emocionante, bem como a forma como se alia ao lado dos seus antigos inimigos para proteger o filho.

Muito podia dizer sobre este livro e outro tanto já foi dito por essa Internet a fora, mas o que quero que entendas é que é um formato diferente do que estamos habituados e que por isso mesmo a experiência é diferente. Mais pobre, certamente. O que não retira o seu valor como o relato do que aconteceu após a Batalha de Hogwarts que culminou com o fim de Lord Voldemort.

Afinal, a magia está toda lá, à espera que olhes para ela e te apaixones, como tantos outros antes de ti. Alinhas nesta viagem?

"Tudo o que sempre quis foi ir para Hogwarts e arranjar um amigo com quem fazer asneiras. Tal como o Harry Potter. E arranjei o filho dele. Mas que sorte tão louca."

Podes encomendar o teu exemplar de Harry Potter e a Criança Amaldiçoada aqui, com 10% desconto em cartão e portes grátis. 

2 comentários:

  1. Uma das minhas próximas leituras ; Até me admiro a mim própria ainda não ter lido, mas depois do desgosto que apanhei com o filme de "monstros fantásticos e onde encontrá-los" estou receosa por ler estes... "tipo" Harry Potter, mas não bem Harry Potter... entendes?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entendo perfeitamente e era capaz de apostar que vais ficar desiludida com umas quantas coisas. Afinal, é um formato bem diferente do que estamos habituados e não foi escrito totalmente pela nossa J.K. Rowling.

      No entanto, acredito que vais encontrar outros tantos momentos que te vão recordar todos os motivos por que te apaixonaste por esta saga.

      Lê e depois conta-me! ;)

      Eliminar

Obrigada pela visita e pelo comentário. Terei todo o gosto em responder muito em breve.
*Não esquecer de marcar a caixinha para receber notificação quando a resposta ficar disponível.
Até breve!